quinta-feira, 3 de junho de 2010

Acabou "Bela, a Feia", a novela dos 20 pontos

Adaptação da mexicana La Fea Más Bella (que por sua vez se originou da colombiana Yo soy Betty, la fea), chegou ao fim na última quarta-feira a novela Bela, a Feia, exibida pela Record desde agosto do ano passado. Escrita por Gisele Joras, a trama foi a primeira produção da Record em parceria com a Televisa, antiga parceira do SBT. Grande especulações giraram em torno da escolha da atriz que viveria a protagonista, e a emissora tanto insistiu que conseguiu contratar a atriz Gisele Itié - que por sinal é natural do México.

Apesar de não ter acompanhado a novela, ficou evidente pra mim que Bela, a Feia, tinha pouco a ver com as versões anteriores - algumas das quais eu assisti. A versão brasileira teve uma maior liberdade para contar a história do patinho feio que se apaixona pelo patrão, e acrescentou à formula básica uma série de personagens inéditos, que se envolveram em tramas paralelas um tanto diferentes das vistas em produções como A Feia Mais Bela e Ugly Betty (ambas as versões exibidas pelo SBT).

Os números de audiência não corresponderam ao esperado pela Record. Oficialmente, a meta era de 15 pontos de média geral, mas quem não lembra quando um diretor da rede declarou 20 pontos como um alvo a ser alcançado? Infelizmente para ele, nenhum capítulo chegou aos sonhados 20 pontos de média, pelo menos em São Paulo, que é onde a audiência vale para os anunciantes. A novela passou por uma péssima fase na época de Sobrenatural, chegando a marcar míseros 4 pontos, um fiasco para uma emissora que já ultrapassou os 20 (com a "saga" Caminhos do Coração, atualmente em reprise). Depois de algumas trocas de horário, a audiência se estabeleceu acima dos 9 pontos, chegando a alcançar a marca dos 18 de média.

Abaixo você confere a cena final do último capítulo, que termina com o casamento dos protagonistas. Em seguida, todo o elenco entra em cena, num engraçado número de dança.

Segundo dados prévios, o último capítulo de Bela, a Feia, alcançou 17 pontos de média em São Paulo e 24 no Rio de Janeiro. Apesar de não ter alcançado a meta, foi líder nas duas praças.

6 comentários. Só estou esperando o seu...:

aionr disse... [Responder]

Foi uma boa novela. MUito boa, pecou em algumas coisas, inovou em outras, mas no final, a Record precisa reconhecer que o saldo foi positivo.

@Raspante disse... [Responder]

Não vi essa novela, não me interessava, rs
Sério que já acabou ?! rs

Augusto César disse... [Responder]

Não vi por causa das mudanças de horário... Seria a primeira vez que eu acompanharia uma versão da história de Fernando Gaitán. 20 pontos foi piada, hahaha... Fechou com 11 de média geral. Abraço!

J. Júnior disse... [Responder]

Sinceramente, nunca assisti um capítulo sequer de "Bela, a feia"... Desta forma não posso opinar sobre a qualidade da trama.
Pra mim, esse tema de "mulher horrível que no fim fica belíssima" já está muito, mas muito ultrapassado e saturado.

Valeu!

Tô Ligado disse... [Responder]

Ow, não assisti anovela, mas gotei da liberdade que GJ teve nessa adaptação. Pena que sempre na record até mesmo uma comédia tende a ser violenta.

Bom sábado
Brunno

André San disse... [Responder]

A Record foi feliz ao poder tocar a adaptação de maneira livre. No fim, Bela, a Feia tornou-se uma obra original de Gisele Joras, livremente inspirada no original de Fernando Gaitán. E foi bom! Pra que ver a mesma história de novo, não é mesmo? Gisele é uma boa autora e escreveu uma novela bem simpática. Gostei! Ah, queria ter visto essa Alice! Espero que o SBT reprograme esse filme pra logo. E passou Christine, infelizmente não vi, estava trabalhando... Mas já disse aqui que adoro esse filme! Abraço!
André San, www.tele-visao.zip.net

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...