terça-feira, 7 de junho de 2011

Especial TV CRUJ: Entrevista com o Rico (Murilo Troccoli)


Murilo Troccoli foi o último integrante a entrar para o elenco da TV CRUJ. Sua estreia aconteceu em 1999, quando o programa ainda era exibido de segunda a sexta, e durou até o fim do Disney Club, em 2001. Antes disso, porém, o ator já havia trabalhado em mais de 50 comerciais, sendo o primeiro aos 4 anos de idade. Murilo também atuou em três novelas, entre elas "Colégio Brasil" (1996) e "O Direito de Nascer" (gravada em 1997 e exibida em 2001), ambas do SBT.


O personagem de Murilo Troccoli no CRUJ chamava-se Frederico. Era um garoto do interior de São Paulo, filho de fazendeiros milionários, que caiu no comitê de pára-quedas, repetindo o feito de Maluca, a primeira garota do programa. Chamado pelos colegas de Rico, o personagem usava de início um chapéu de cowboy e um lenço cobrindo a boca e o nariz, semelhante a um bandido de faroeste. Com o tempo, porém, adotou uma máscara de buldogue como disfarce, além de um lenço amarrado no pescoço.

Saiba mais sobre a trajetória do ator no Disney Club e descubra o que ele anda fazendo agora. A seguir, uma entrevisa exclusiva com Murilo Troccoli:


O que você fazia antes de entrar para a TV Cruj?

Imediatamente antes, eu trabalhava em outro programa infantil chamado “Vila Esperança”. Esse programa ia ao ar na TV Record e ficou um pouco mais de um ano no ar. Mas meu primeiro comercial na TV foi com 4 anos de idade! Daí até o Cruj foram mais de 50 comerciais, 3 novelas, bastante trabalho! Haha

Você foi o último membro a entrar para a equipe do programa. Conte para nós como isso aconteceu.

Com a saída do Maca (Caíque Benigno) do programa, decidiram colocar dois personagens no lugar: a Pipoca e o Rico. Quando eu parei de trabalhar no programa da Record, já estavam fazendo a 6ª etapa de seleção para o Rico. Eu tive a chance de tentar, e graças a Deus deu tudo certo!

Seu personagem tinha alguma característica sua, além do dinheiro? =P

O Rico era um personagem muito divertido! Era um cara que tinha muito dinheiro, mas era rico de espírito, sabe?? Curtia ajudar os amigos, adorava elogiar, era puro! São características que eu admiro e sempre tento manter isso na minha vida também. Se eu consigo ou não, só meus amigos podem te dizer... haha O dinheiro, infelizmente, ainda é uma diferença entre ele e eu! hahaha

Como era sua relação com os colegas, já que era o mais "novo" da turma?

Eu era um dos mais recentes na turma, mas isso não fez diferença por muito tempo. Primeiro porque eu já conhecia o Diego Ramiro (Caju) de longa data! Nós interpretamos irmãos na novela "Colégio Brasil" (1996-SBT) e já estávamos acostumados a trabalharmos juntos. Segundo porque a gente passava tanto tempo junto, mas tanto tempo junto, que era muito fácil se acostumar um com o outro. Haha Éramos como irmãos. Brincávamos, às vezes brigávamos, mas ninguém se largava nunca! hahaha


Sua permanência no programa durou cerca de um ano (entre 1999 e 2000), certo? O que levou à sua saída?

Eu não tenho certeza dessas datas, mas se eu não me engano, eu saí do ar em 2001... Enfim, a saída foi um pouco incomum! O que me disseram na época é que o programa ia sair do ar. De fato, ele parou de ser diário, mudou o nome e formato... Na volta, reformulado, não houve interesse na minha volta por parte da direção do programa. Eu também já estava atrás de novos ares. Acabou que terminou numa boa! Meio triste, claro!

Do que mais sente falta da época da TV Cruj?

Cara, quem não sente falta dos seus 14 anos??? O grande barato é que aos 14 anos eu era um baita de um sortudo que fazia o que eu amo fazer com um monte de gente legal! Eu senti muita falta de tudo isso em um período que eu me afastei da televisão. Hoje, como estou trabalhando na área, freqüento o mesmo ambiente 10 anos depois, nem consigo sofrer! Ainda me divirto muito!!! Haha Mas quer me ver triste, me ponha longe de um estúdio!

 Você ficou famoso graças ao programa?

Sempre achei isso muito relativo!! Primeiro porque nunca me considerei famoso. Segundo porque sou bastante tímido próximo de pessoas desconhecidas, então nunca faço questão de chamar a atenção, ser reconhecido, nada disso! Tenho amigos que me conhecem há menos tempo que ficam bravos quando descobrem que eu trabalhava na TV e nunca tinha contado. Eu não faço questão de ser lembrado por isso, sabe?? Ainda pretendo fazer coisas notáveis na vida, ter meu nome falado por ser um profissional renomado. Se Deus permitir e tudo der certo, eu vou alcançar RECONHECIMENTO, o que é muito mais importante do que a fama na minha opinião.

E hoje, mantém contato com algum dos colegas?

Olha, se eu disser que a gente se vê todo dia, vou mentir! Cada um tomou um rumo na vida e todos estão tendo sucesso na direção que tomou!!! Esse sucesso, o crescimento, gera responsabilidades. Virar gente grande não é fácil e acaba que a correria impossibilita nos encontrarmos mais! Mas como eu disse, éramos como irmãos grudados quase todos os dias durante muito tempo no passado, o carinho por todos é sempre grande! Nos encontramos há alguns meses e a sensação é sempre ótima... Respondendo, finalmente, não é um contato permanente, mas sempre nos falamos quando conseguimos!
O curioso foi voltar a trabalhar no SBT depois de muitos anos, dessa vez como estagiário na produção e encontrar um monte de profissionais da época do Cruj por lá! Pessoas que me conheceram criancinha, trabalhando junto comigo!!! Era incrível!!! Da contra-regra ao transporte, equipe técnica, etc, sempre tinha um conhecido, muito legal. A galera me mostrava fotos minhas de 10 anos atrás. Fica aquela sensação de “casa” mesmo, sabe? Foi triste sair do SBT!

Depois que saiu do programa, além da novela "O Direito de Nascer", o que mais você fez na TV?

"O Direito de Nascer", na verdade, foi gravada antes do Cruj! Gravei as cenas que participei em 1997. Acontece que o SBT só colocou a novela no ar muito tempo depois, em 2001. Depois do Cruj eu dei uma parada na verdade. Vinha havia alguns anos emendando um trabalho no outro sem parar! Estava há 4 anos sem férias aos 14 anos. No ano seguinte, em 2002, meu pai faleceu e aí a vida pessoal acabou tomando todo o espaço e eu tive que deixar a profissão de lado por bastante tempo. Depois disso nunca mais voltei a atuar.
Aí eu levei um tempo ajeitando a vida, depois fiz de tudo! Dos 16 aos 21eu trabalhava para ajudar em casa, pagar minha faculdade. Trabalhei desde garçom até orçamentista numa gráfica!

Hoje você trabalha por trás das câmeras - pra quem não sabe, no "Programa do Gugu". A experiência na infância influenciou em sua escolha?

Na verdade não houve escolha! Eu fui escolhido... haha Eu trabalho com televisão desde que me conheço por gente. Cresci dentro de estúdios, gravando, fazendo testes, ensaiando, fazendo cursos... Não sei trabalhar em outra coisa, a televisão é a minha alma! Na frente ou por trás das câmeras, essa é a minha essência. Fiz outras coisas, da melhor forma possível, por que precisei. Mas é televisão que eu amo!

Como começou a trabalhar com o Gugu, e qual é a sua função no programa hoje?

Eu comecei na produção do Gugu em 2007 como estagiário! Virei assistente de produção, depois fui promovido a produtor. Me orgulho muito dessa caminhada porque só quem trabalha lá sabe o quanto é difícil! É um programa que exige muito de você e te ensina muito também. Quando o Gugu mudou para a Record, fui convidado para ir também e aceitei o desafio. Hoje sou produtor do programa!! Sou um dos mais de 60 profissionais que suam sangue para aquele programa fazer o sucesso que anda fazendo. A gente dá 120% lá, é uma baita escola, já não sei ficar longe.

Como produtor de TV, acha que algum programa atual se compara com o Disney Club?

Infelizmente não! Vejo o Disney Club como um modelo que deveria ser seguido. Desde aquela época eu sempre falei: é raro um programa infantil não tratar o público como “besta”!

Você teria vontade de produzir algo daquele nível para o público infanto-juvenil? Acha que este público tem boas opções hoje?

Seria uma honra produzir algo do tipo! Era um programa de teledramaturgia interessante para o público que a gente se propunha a atingir... Projetos interessantes são sempre bem vindos! Hoje não me vem nada à cabeça, os programas do gênero se resumem ao básico, um rosto simpático (adulto ou infantil) chamando algum “desenho super maneiro”... hahaha Muito longe da história toda que envolvia o CRUJ.

O que está faltando para isso acontecer? As emissoras têm medo de investir neste segmento, é muito caro, não dá retorno?

É difícil te dizer com certeza, mas a verdade é que a gente não pode ignorar o fato do dinheiro. A televisão precisa colocar no ar programas que geram renda, senão não funciona, disso não há como fugir! Agora resta saber quem tem coragem de arriscar em apostas diferentes para gerar essa renda. A gente dava alguns bons índices de IBOPE na época... Falta alguém ter coragem!

Murilo Troccoli atualmente.
Quais são os seus planos para o futuro?

Hoje meu plano é trabalhar, trabalhar, trabalhar! E eu estou fazendo bastante disso. Graças a Deus me sinto aprendendo e evoluindo e quero adquirir o máximo de experiência e alcançar meu maior objetivo, que me tornar um bom DIRETOR DE TELEVISÃO!

Pretende voltar algum dia para a frente das câmeras?

É difícil dizer o que eu prefiro, não sei se é na frente ou atrás das câmeras. O fato de estar no estúdio, participar daquilo, já me completa! Aparecer ou não no vídeo, acaba sendo secundário. Mas se surgir uma oportunidade, vou agarrar com certeza!! Era muito gostoso atuar, as vezes sinto falta. Quem sabe eu não consigo conciliar as duas coisas no futuro, já pensou?

Agradeço pelas respostas. Se desejar, deixe um recado para os fãs da TV CRUJ!

Quem agradece sou eu pela lembrança e espero ter dado respostas bacanas e esclarecedoras para todas as perguntas! Vou aproveitar para deixar um beijo enorme para toda a galera que acompanhava o Cruj! O programa ficou no passado, mas acredito que quem curtiu um pouco daquilo, nunca vai deixar de ser um “ultra-jovem” lá no fundo! Haha
Obrigado pelo carinho e espero aparecer em breve novamente, atuando ou produzindo! Conto com a torcida de todos!!! Foi legal parar e trazer essas lembranças à tona, espero que quem tenha lido a matéria tenha a mesma sensação! Para fechar com chave de ouro, não tem outro jeito: CRUJ, CRUJ, CRUJ, TCHAU!!!
Ah!! Quem quiser, será bem vindo no @muka13 !! ;)


Nesta sexta, veja mais uma entrevista exclusiva com um dos integrantes da TV CRUJ. E desta vez será do time feminino...

7 comentários. Só estou esperando o seu...:

@blogaritmox disse... [Responder]

O Rico disse tudo. Não sabia que ele trabalhava com o Gugu, que bom que ele deu sorte na carreira e ama o que faz.

Britto, sempre quis saber como fazer esse "Mais informações", como é o processo?

E mais uma vez parabéns pelas matérias!

Anônimo disse... [Responder]

É Isso aí muka


Conheço esse camarada faz 20 anos e acompahei de perto grande parte do que ele proporcionou para nós.

Realmente um cara fantástico para se ter como amigo além de ser um exelemte profissional seja lá o que estiver fazendo (na frente ou atrás das câmeras)

Um grande abraço para você.

E parabens pela entrevista.


Thiago Nunes
Chaves

Anônimo disse... [Responder]

*excelente

Anônimo disse... [Responder]

o sorriso continua o mesmo.

Aline disse... [Responder]

Muito bom!
Tb não sabia que ele estava com o Gugu!

Quero só ver os próximos...

@augustogael disse... [Responder]

Engraçado, não lembro do Rico no programa. =\

Só imagino a trabalheira que dá produzir o "Programa do Gugu". Não deve ser mesmo nada fácil.

Parabéns pelo especial, Britto! Vou parar de elogiar porque já está ficando very repetitive tanto confete. Você sabe muito bem que esse especial é um presentão para os seus leitores. Abraço!

Anônimo disse... [Responder]

Uma pessoa incrível com um coração enorme! Merece cada elogio e cada conquista que teve até hj!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...